Brazilian Everyday-Life Stories (2012-2013)

Part of my research is to do fieldwork in Rio. That means I visit places, talk to people and try to understand why media activists and community journalists in Rio do what they do.

In 2012 and 2013, I decided to update my Facebook status every now and then with short stories (like textual snapshots) showing a bit of the everyday life of the Brazil (I mean Rio) I saw in the process.

This (long) post is a collection of those everyday-life stories. They represent my first writings after I realized I was a local outsider. As I realized many things I had considered normal were highly complex, I started writing about them. Now, I post them publicly.

Continue reading “Brazilian Everyday-Life Stories (2012-2013)”

O desafio de mobilizar pessoas de baixa-renda no Brasil

(texto escrito originalmente em Julho de 2013)

Durante as manifestações no Brasil, muitos disseram que o gigante – o povo brasileiro – tinha finalmente acordado. Enquanto é verdade que muitos jovens especialmente de boa qualidade de vida têm sido mais ativos como cidadãos nas últimas semanas do que antes, a mobilização das populações de baixa-renda continua como um grande desafio.

Este desafio é muito familiar para atores da sociedade civil das favelas que há anos estão engajados em diferentes redes de movimentos sociais. Um exemplo atual da dificuldade de mobilizar pessoas de baixa-renda é evidente na luta contra os impactos dos mega-eventos nas favelas do Rio de Janeiro.

Continue reading “O desafio de mobilizar pessoas de baixa-renda no Brasil”

Anotações de um estrangeiro local

É interessante ser um estrangeiro local.

Em Helsinki, onde moro, eu sou local por morar aqui. Ao mesmo tempo sou estrangeiro por ser imigrante. Não que eu seja isolado na Finlândia ou coisa do tipo. Não sou. Só que eu ainda me sinto como se não pertencesse aqui mesmo amando ter a Finlândia como casa.

O engraçado é que eu também me sinto um estrangeiro local no Brasil (ou no Rio, ou em Magé, minha cidade natal). Eu sou local por ser de lá. Mas eu já moro há algum tempo fora. Então eu acabo sendo estrangeiro lá também. Também sinto que não mais pertenço à terrinha.

Negozinho piraria numa situação dessa. Tipo, se sentindo que não pertence à  lugar nenhum. Eu fico meio bolado as vezes. Mas pode haver benefícios. Continue reading “Anotações de um estrangeiro local”

Notes of a Local Outsider

It is an interesting thing to be a local outsider.

In Helsinki, where I live, I am a local for living here. At the same time, I am an outsider for being an immigrant. Not that I am isolated in Finland or anything. I am not. It is just that I still have a feeling I don’t belong even though I love having here as a home.

The funny thing is that I am also a local outsider in Brazil (or Rio or Magé, my hometown). I am a local for being from there. But I have lived abroad for a while. So I end up being an outsider there too. I sometimes feel I don’t belong back home as well.

One could freak out in a situation like this. I mean, feeling that one does not belong anywhere. I do sometimes. But there can be benefits. Continue reading “Notes of a Local Outsider”