Citizen’s Video Indicates Police Misconduct after Child’s Death in Metropolitan Rio

A mobile phone video contradicts police statement and serves as evidence in the case of (another) stray bullet killing a child in the State of Rio de Janeiro. The crime happened last Saturday, April 2, in Magé, a city in Rio’s Metropolitan Area.

Continue reading

“Que horas ela volta?” – Filme para Ver com os Pais

Que horas ela volta?” é o filme brasileiro (Anna Muylaert, 2015) que está dando o que falar por retratar o local onde as desigualdades brasileiras ficam mais explícias: na casa, geralmente grande, onde convivem patrões e empregados.

Mas eu não vou falar do filme em si. Ao invés, quero dar uma dica à um público especial. Os parecidos comigo, que viveram em maior ou menor grau as experiências da filha da empregada.

Veja o filme. Se você se identificar com a Jéssica (Camila Márdila), dá um jeito de ver o filme com seus pais também. É na relação entre ela e a mãe Val (Regina Casé) que para gente como nós – universitários negras(os), pardas(os) ou mesmo brancas(os) filhas(os) de pais trabalhadores de renda média ou baixa – que está o coração do filme.

O filme gera uma chance ótima de conversar sobre o incômodo que eu e suponho que outros como eu tenham vivido ao ter uma vida de experiências, vivências e possibilidades graças ao sacrifício dos nossos pais (ou tios, avós…) que tiveram bem menos que nós.

foto

Continue reading

Book Review: “Methodological Practices in Social Movement Research” edited by Donatella della Porta

Review originally posted at the LSE Review of Books (December, 2014)

This collection aims to offer a practical, how-to approach to researching social movement studies, with each author writing on a method they have used extensively in their own work. Leonardo Custódio is impressed by the book’s invitation to researchers to reflect about different approaches to studying mass demonstrations, protests, and other forms of collective action for socioeconomic and political change.

Methodological Practices in Social Movement Research. Edited by Donatella della Porta. Oxford University Press. 2014.

Continue reading

“O aspecto que mais me chamou atenção foi como a comunicação comunitária acontece”

Entrevista sobre o Projeto de comparação da Mídia e Jornalismo nos BRICS publicada no jornal O Cidadão da Maré em 14/10/2014.

Pesquisador brasileiro fala sobre pesquisa que investiga sistemas de mídia nos cinco países que integram o bloco econômico conhecido como BRICS. Leonardo Custódio (35) nasceu em Magé, município localizado na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, e desde 2007 mora na Finlândia. No país escandinavo, fez mestrado (2007-2009) e hoje cursa o doutorado, na Escola de Comunicação, Mídia e Teatro (Universidade de Tampere). Custódio destaca o tema de sua pesquisa pessoal, iniciada em 2009 e com término previsto para 2015. “Investigo as motivações e objetivos que moradores de favela têm para usar mídias em suas lutas diárias contra as consequências do preconceito e desigualdades sociais.”

Na entrevista a seguir, Leonardo Custódio cita algumas semelhanças e diferenças existentes nos sistemas de mídia nos cinco países que integram o BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). E tem uma esperança: que essa pesquisa tenha resultados práticos. “Considerando as coisas como são, ter um diálogo dessa amplitude parece utópico, mas precisamos contribuir de alguma forma, certo?”, afirma ele.

Continue reading